9º Encontro – Linhas Hierárquicas de Ação

O Caminho Até Shamballa

PROPÓSITO
Apresentar Shamballa como estado de consciência materializado em ações de boa vontade e inclusividade.

OBJETIVOS

  • Definir ações para que, como Grupo de Servidores, possamos materializar o Caminho até Shamballa, a Casa do Pai.
  • Dar a conhecer amplamente Shamballa.
  • Acercar-se de Shamballa de modo científico, não místico, para que a Casa do Pai seja compreendida por muitos.
  • Indicar formas de aproximação e exteriorizações do caminho a Shamballa.
  • Celebrar o Festival de Wesak como forma de aproximação a Shamballa.

DATA
REALIZAÇÃO: 28 e 29 de abril de 2018 | 9 às 18h
CELEBRAÇÃO: 29 de abril de 2018 | 21:59 min
LOCAL: Veja o ponto no mapa a seguir

ATENÇÃO

  • Será cobrada uma taxa de alimentação para almoço e coffee-break, a ser definida.
  • Aceitaremos uma colaboração voluntária para ajudar a cobrir os gastos de aluguel e material.

Inscrição

14 + 15 =

LOCAL DO EVENTO

CASA CRISTO DO BEM
Rua Santa Alexandrina, 111
Rio Comprido, Rio de Janeiro – RJ

Notícias da Casa

Tuta

a nova cozinheira contratada para as refeições dos peregrinos.

Adriano

peregrino em situação de rua que frequenta a Casa, em visita ao Centro Mariano - Abril 18.

Grupo da Casa

na colina de Maria no Centro Mariano do Menino Rei - Teresópolis RJ.

Bosque

Atukumã em um final de semana.

Uma pausa

de parte do grupo para o coffee break.

Painel

montado pelo peregrino Adriano durante o Encontro de Shamballa.

Oração

e estudos com a comunidade.

Maria, nossa fofa…

Em pós operatório de uma cirurgia de catarata.

Himalaia

Nossos companheiros em momento lúdico junto a outros irmãos na Casa.

Expressão

Jovem em contato com a música, expressão em forma de arte.

Tuta

Tuta, a nova cozinheira contratada para as refeições dos peregrinos.

Adriano, peregrino em situação de rua que frequenta a Casa, em visita ao Centro Mariano – Abril 18.

Grupo da Casa na colina de Maria no Centro Mariano do Menino Rei – Teresópolis RJ.

Bosque

Bosque Atukumã em um final de semana.

Uma pausa

Uma pausa de parte do grupo para o coffee break.

Painel

Painel montado pelo peregrino Adriano durante o Encontro de Shamballa.

Oração

Oração e estudos com a comunidade.

Maria, nossa fofa…

Maria, nossa fofa… em pós operatório de uma cirurgia de catarata.

Himalaia

Himalaia e seus companheiros em momento lúdico junto a outros irmãos na Casa.

Expressão

Jovem em contato com a música, expressão em forma de arte.

Atukumã

Bosque Atukumã: manifestação da vida e do alimento. Gratidão ao reino vegetal!

Xiquinha

Xiquinha em visita aos participantes da Oficina de Contação de Histórias.

Cozinha de histórias 🙂

Cozinha Criativa 🙂 Jovens participantes da Oficina de Contação de Histórias em uma pausa para o lanche.

Arigatô

Arigatô contemplativo, em sintonia para o Terço da Misericórdia.

Sementes 😀

Momento de grande alegria junto ao alimento em oferta.

Jardim de Maria

Bia Vergara | “Nós estávamos com a possibilidade de ganhar plantas para melhorar a área onde a imagem de Maria fica exposta nos pilotis e no dia do Encontro dos Filhos de Maria, as plantas chegaram. Aproveitamos a presença da paisagista que nos presenteou para executar este trabalho… daí, construindo juntos, surgiu com muita força e com uma resposta ainda maior dos colaboradores e peregrinos que frequentam a Casa, um Jardim para Maria”.

Encerramento 2017

Alegria, amor e fraternidade. Assim foi marcada a semana de encerramento do ano 2017 na Casa Cristo do Bem. A preparação veio acontecendo cuidadosamente, dia a dia, com a organização de membros de cada tarefa na Casa, para a separação de material e composição de kits que seriam distribuídos com muito carinho no último dia.

Passavam-se os dias, viravam semanas e em nós já vivo o sentimento da saudade que o ano deixaria, mas imbuídos de grande alegria por toda conquista manifestada, internamente na Casa e em cada um de seus visitantes. Uma semente de prosperidade sempre é plantada em cada ser, germinando lentamente e se tornando uma forte árvore à medida que ele se permite e decide avançar.

Encerramos o ano com atividades abençoadas que aqueceram os corações de todos. O Grupo Um em Harmonia entoava notas de cura em forma de canção, apoiados pelo Grupo Gratidão, que sempre trabalhou a energia criativa nos participantes. Ficamos surpresos com o manifestar de uma peça teatral – “A Última Revolução Possível” – encenada pelas atrizes Ângela Câmara e Flávia Fafiães. Confira a seguir um pouco desta confraternização e algumas memórias do nosso ano.

Oficinas para os jovens

Em apoio ao IV FESTIVAL DA JUVENTUDE PELA PAZ, a Casa Cristo do Bem ofereceu aos jovens um dia de oficinas, trazendo alegria aos corações de todos. O encontro ocorreu em um ensolarado dia de sábado, 14 de outubro, abrindo as atividades com o yoga. Nesta prática foi possível proporcionar relaxamento e, através do silêncio, a percepção do corpo, trabalhando a respiração e equilíbrio.

A seguir tivemos o desenvolvimento de mandalas, com atenção especial a um tipo de mandala denominada “Olho de Deus“. Com grande expectativa para botar a mão na massa, os participantes presenciaram uma situação de grande trabalho da paciência, devido à necessidade de calma, novamente de silêncio e concentração. O resultado encantou e encheu de cor os nossos olhos 😊

Ao meio da tarde, fechando o encontro com a oficina de culinária vegetariana, assistimos a um vídeo educativo seguido de um rápido bate-papo sobre vegetarianismo e alimentação, finalizando com a descoberta de alguns truques simples que podem trazer refeições práticas e muito agradáveis ao paladar.

Ah, tem mais uma coisa: antes que a gente se esqueça, acesse aqui e confira o material com as receitas desenvolvidas em nosso encontro. Bons estudos!

Oficina de Contação de Histórias

Aconteceu em 01 de julho de 2017, na Casa Cristo do Bem, a Oficina de Contação de Histórias para jovens – com Ilana Pogrebinschi. Foi um lindo encontro onde os participantes puderam sintonizar com a chama viva dos seus corações e contar histórias que trazem luz para toda a humanidade.

Houve contato com o reino vegetal no Bosque da Harmonia e com o reino animal através dos gatos e cachorros que moram na casa – e que também vieram ouvir as histórias! Durante o lanche a pauta foi o veganismo em um bate papo informal. Em toda a prática foi sentida uma sintonia grupal e um delicado fio amoroso que interligava a todos – entre si – com o planeta e com os Mensageiros Divinos. A seguir, um relato de uma apoiadora deste trabalho:

Aconteceu em 01 de julho de 2017, na Casa Cristo do Bem, a Oficina de Contação de Histórias para jovens – com Ilana Pogrebinschi. Foi um lindo encontro onde os participantes puderam sintonizar com a chama viva dos seus corações e contar histórias que trazem luz para toda a humanidade.

Houve contato com o reino vegetal no Bosque da Harmonia e com o reino animal através dos gatos e cachorros que moram na casa – e que também vieram ouvir as histórias! Durante o lanche a pauta foi o veganismo em um bate papo informal. Em toda a prática foi sentida uma sintonia grupal e um delicado fio amoroso que interligava a todos – entre si – com o planeta e com os Mensageiros Divinos. A seguir, relatos de participantes e de uma apoiadora deste trabalho:

Apoiei a Oficina de Contação de Histórias na CCB (Casa Cristo do Bem) e isto foi um Presente! Quando tinha a idade das participantes, o mundo já era opressor, agora então…. Pude compreender melhor o que Maria quis dizer quando afirmou que os jovens precisam se expressar… Significa uma oportunidade onde se pode deixar fluir o Coração… Normalmente não há campo para isso.

Partilho um fato que foi… Não encontro a palavra… Foi muito legal: As participantes levaram doações para a CCB (que faz um trabalho com moradores de rua e com a comunidade em torno), como um “ingresso”. Uma trouxe uma sacola de roupas com um agasalho masculino e uma camisa e as outras, 1Kg de alimento, onde entre eles havia 1Kg de açúcar.

Pouco depois tocaram a campainha da Casa, estávamos num jardim externo e não ouvimos, mas a Coordenadora nos contou que logo que as Doações foram entregues, chegou um morador de rua pedindo um casaco. Tempo depois uma outra moradora da comunidade pedindo exatamente açúcar… No final do trabalho contamos para as meninas que o que elas doaram já havia sido entregue e neste momento falamos um pouco sobre o trabalho da CCB, da Comunidade Nova Terra e da Fraternidade – Federação Humanitária Internacional. Elas gostaram de terem podido colaborar!

Deliane Ferreira